09/11/2020 às 22h39min - Atualizada em 09/11/2020 às 22h39min

Maria Giovana recorre à Justiça para esconder que foi do Partido Comunista do Brasil

Redação
Will Moreira

A candidata a prefeita Maria Giovana (PDT) recorreu à Justiça nesta segunda-feira (9) para tirar do ar propaganda que mostra que ela foi filiada ao PCdoB (Partido Comunista do Brasil) e que aponta a ligação de seu ex-partido com os ex-presidentes Lula e Dilma. Lula foi condenado por corrupção e Dilma sofreu impeachment.

 

 

O vídeo que circula pelo Facebook e YouTube mostra o passado da vereadora, eleita pelo Partido Comunista do Brasil, e relata que esta legenda apoiou os governos de Lula e Dilma e que foi contra o impeachment da ex-presidente. A peça também aponta que Giovana trouxe para Americana Carlos Lupi, presidente nacional do PDT, ex-ministro dos governos petistas que deixou o cargo após suspeita de corrupção. 

 

”Um grupo de enorme proporção de eleitores foi atingido na rede social Facebook por mensagens como as de qu a Senhora Representante teria ligação direta com governos federais do Partido dos Trabalhadores e vínculo com pessoas condenadas por corrupção - nada disso é verdade”, escreve no processo o advogado dela.

 

Porém, apesar da argumentação, Giovana foi filiada ao PCdoB, partido que apoiou Lula e Dilma, e sempre publicou fotos ao lado de petistas e comunistas ilustres, incluindo o próprio Carlos Lupi, que veio pessoalmente a Americana para a filiação de Giovana ao PDT.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018