29/07/2020 às 15h58min - Atualizada em 29/07/2020 às 15h58min

Corinthianos se revoltam com Marcelinho após Bolsonaro usar camisa do clube

Time emitiu uma nota informando que não teve participação na inciativa do ex-jogador

Redação
Reprodução

O ex-jogador Marcelinho Carioca causou revolta nos torcedores corinthianos nesta quarta-feira (29), quando, em visita ao Palácio do Planalto, entregou uma camisa do time ao presidente Jair Bolsonaro e gravou um vídeo. O nome de Marcelinho Carioca está nos assuntos do momento no Twitter.

 

 

O ex-camisa 7 é embaixador da parceria entre o time e o banco BMG e foi a Brasília para manifestar apoio à nova Medida Provisória (MP) do futebol, assinada em junho.

 

“Nação corinthiana, está aqui ó. O nosso presidente, Jair Messias Bolsonaro com a camisa do Coringão. Isso é democracia. Isso é defender a MP do futebol, isso é valorizar o futebol feminino”, diz ele.

 

O Corinthians, por outro lado, fez questão de afirmar por meio de nota que não teve qualquer participação na iniciativa do ex-jogador Marcelinho Carioca, em Brasília. “O Sport Club Corinthians Paulista torna público que não teve qualquer participação na iniciativa do ex-jogador Marcelinho Carioca, em Brasília. A entrega da camiseta nesta quarta, na Presidência da República, foi uma ação única e exclusiva do ex-atleta. Cabe ressaltar que a nova camisa do clube, com o logotipo do patrocinador BMG em preto e branco, já havia sido amplamente divulgada em evento na Arena Corinthians em 11/7. Por fim, o Corinthians se mantém fiel às suas tradições, respeitando todas as correntes políticas e coerente com suas origens de clube de todos os brasileiros”, informou a nota.

Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018