21/07/2020 às 13h54min - Atualizada em 21/07/2020 às 13h54min

URGENTE: Limeira decreta lockdown para conter avanço de Covid-19

Prefeito também proibiu a venda de bebidas alcoólicas das 18 às 8 horas

Redação
Divulgação / ACIL
A cidade de Limeira terá locjdown pelos próximos dois finais de semana, nos dias 25 e 26 de julho e nos dias 1º e 2 de agosto. A medida foi anunciada nesta terça-feira (21) pelo prefeito Mario Botion durante coletiva de imprensa. A partir desta quarta-feira também será proibida a venda de bebidas alcoólicas das 18h às 8h em todo o município, até o dia 2 de agosto.


Nos finais de semanas em que houver lockdown as atividades estão proibidas na cidade e poderá ocorrer apenas o sistema de delivery de alimentos. “Farmácias e estabelecimentos de saúde estarão liberados, mas não poderá buscar alimentos no restaurante ou padaria. Tudo estará fechado, sem nenhuma atividade. Apenas delivery de alimentos estará liberado”, explicou o prefeito.

De acordo com Botion, há muita indisciplina por parte da população e os casos não param de aumentar. "Diariamente monitoramos os dados e percebemos que há um avanço acelerado dos casos. Consequentemente, há necessidade maior das estruturas de saúde para atender o avanço da doença. Notamos uma indisciplina generalizada, que tem causado o aumento da contaminação. Em função disso, buscaremos a quinta fase de ampliação para aumentar leitos de UTI e clínicos, para continuar atendendo a população, e faremos lockdown nos dois próximos finais de semana”, disse.

O prefeito ainda destacou que a cidade tem se mantido com um índice de isolamento de 40% e que o lockdown servirá para avaliação. “Vamos avaliar se há um respeito maior por parte de nossos munícipes no sentido de não circular sem necessidade. Acompanhamos e o número de isolamento não sai do patamar de 40% e ele precisa ser aumentado, para que as estruturas possam suportar o índice de contaminação. O lockdown é necessário nesse momento para manter o atendimento”, destacou.

Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018