09/07/2020 às 18h23min - Atualizada em 09/07/2020 às 18h23min

FAM aposta em inovações tecnológicas para continuidade e futuro da educação

Divulgação
A rotina mudou. Após o trabalho, a ida para a faculdade continua, mas de um jeito diferente. Mesmo com o isolamento social, as aulas continuaram. De maneira on-line, os conteúdos antes presenciais sofreram uma grande transformação neste primeiro semestre encerrado no último dia 30 de junho.


 

A quarentena em São Paulo teve início em março, e as aulas presenciais automaticamente foram suspensas. O isolamento social devido a pandemia do novo coronavírus trouxe diversas adaptações para a educação. As adequações foram feitas em tempo recorde para que os alunos pudessem continuar tendo acesso ao conteúdo das aulas.

Com a suspensão, o comitê de assuntos relacionados ao Covid-19 na Instituição correu contra o tempo para a continuação das aulas. Um grande trabalho em equipe entre da área acadêmica e de tecnologia da informação foi determinante para o sucesso das operações.

"A equipe de desenvolvimento  tem se dedicado intensamente nas melhorias, com a integração do Portal Acadêmico e a plataforma da Google, na criação de contas do usuário, links de aulas, relatórios de monitoramento e auditoria para mensurar a presença de alunos e professores em sala virtual", disse Sidnei Estevam Filho, gerente de TI da Faculdade de Americana (FAM).

A busca sempre é a aproximação do que se vivia em sala de aula presencial para o ambiente on-line. Fugindo do que o método tradicional do EAD oferece para os alunos, a busca da Faculdade de Americana é interação ao vivo entre professor e aluno através da plataforma de vídeo conferência Google Meet, no mesmo dia e horário que ocorriam as aulas no presencial.

A plataforma foi a escolhida para facilitar e padronizar as ações para os corpos docentes e discentes melhorando o suporte para todos os envolvidos no processo educacional.

"A padronização foi importante porque os docentes utilizavam as ferramentas digitais que mais gostavam, mas o suporte para o aluno estava deficitário. Ao observar isso logo nos primeiros dias, decidimos padronizar a plataforma e assim facilitamos a rotina do aluno", disse Gustavo Azzolini, diretor geral da Instituição.

Além de todo o trabalho para facilitar a vida dos alunos e professores, a equipe de tecnologia também foi responsável pela implantação do sistema Home Office.

"Toda a estrutura de acesso remoto para os nossos colaboradores, além de uma série de atividades como pedidos ou entrega de documentos, que funcionavam apenas presencialmente, agora podem ser solicitados online", disse Sidnei Filho.

Para o futuro, as adequações realizadas e aceleração dos processos devem fazer parte da rotina da Instituição. De acordo com o Plano São Paulo, a retomada das aulas pode acontecer no próximo dia 8 de setembro, a Instituição está se preparando para este retorno, caso realmente seja aprovado pelo governo do estado.

"Já estamos estudando novas possibilidades com o recurso das aulas online que ganharam espaço devido a pandemia. Acredito que para o futuro assim como estamos acostumados com as redes sociais, misturando nosso dia a dia entre mundos on e off, na Instituição também será assim, porque a cada dia teremos mais conteúdos on com toda estrutura de laboratórios que a faculdade oferece no off. O presencial e o digital andando juntos", disse Celia Jussani, diretora acadêmica da Faculdade de Americana. 

Notícias Relacionadas »
Comentários »

Manifestação na câmara municipal de Santa Bárbara, servidores municipais cobrando sobre o reajuste de 1,69 de aumento no salário.

Publicado por Portal Atualidade em Terça-feira, 29 de maio de 2018